Conheça os principais pontos do código de ética do corretor de imóveis

Conheça os principais pontos do código de ética do corretor de imóveis

código de ética do corretor de imóveis

Credibilidade e confiança. Eis aqui duas palavras que devem estar sempre ligadas à atuação dos profissionais no mercado imobiliário. Afinal, em suas mãos, está a realização de um dos desejos mais básicos das pessoas, que é investir em qualidade de vida ao escolher uma casa para morar que proporcione conforto, segurança e ótimo custo-benefício.

Por isso, entender o código de ética do corretor de imóveis e aplicá-lo em seu dia a dia com transparência e eficiência é tão importante. Desenvolvido e aprovado pelo Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci), o documento foi estabelecido pela Resolução 326/92.

Neste artigo, vamos mostrar quais são os principais pontos do código de ética do corretor de imóveis. Confira o conteúdo e relembre como ele deve estar presente em seu cotidiano perante os clientes e parceiros com quem atua!

Responsabilidade penal e civil

Um dos pontos de maior atenção do código de ética do corretor de imóveis trata da sua responsabilização, tanto civil quanto penal, caso o cliente comprove que houve prejuízos na transação ocasionados pelo profissional.

Para que isso não ocorra, vale a pena entender quais são as proibições estabelecidas pela resolução:

  • Não assumir trabalhos para os quais não está capacitado a fazer;
  • Nunca aceitar negociações que configurem fraude;
  • Jamais entrar em uma negociação em que haja lucro envolvendo desonestidade;
  • Não tomar clientes que já estejam trabalhando com outro corretor de imóveis;
  • Nunca usar concorrência desleal;
  • Não deixar de lado negociações no decorrer delas sem que haja uma justificativa e aviso prévio.

Relacionamento com o cliente

A relação entre o corretor e seus clientes também está prevista no código de ética, em especial no seu artigo 4. Segundo o texto, deve haver total transparência por parte do profissional em relação a todas as informações pertinentes ao negócio. Isso inclui as possibilidades de riscos na transação que possam comprometer a integridade do cliente.

A resolução também determina que é proibido ao corretor que tenha participação em negócios injustos, imorais e, principalmente, ilegais. O documento também trata de assuntos como a documentação necessária para a realização dos negócios imobiliários e recebimento de comissão.

Condutas irregulares

Nos artigos 2 e 3, o código de ética do corretor de imóveis trata de quais são os deveres dos profissionais do mercado imobiliário, tanto em relação aos clientes quanto aos demais colegas. Entre eles, podemos citar:

  • Defesa dos interesses confiados a ele;
  • Zelo pela credibilidade de toda a categoria;
  • Busca pelo aprimoramento e pela capacitação constante em sua atuação;
  • Contato frequente com o Creci;
  • Honestidade, lealdade e boa reputação pessoal;
  • Entre outros.

Bônus: novo Código Civil

Além do código de ética da profissão, o corretor imobiliário também precisa estar atento às determinações do Novo Código Civil que dizem respeito à sua atuação. Veja as principais:

  • Determina que o trabalho do corretor seja feito com cuidado, empenho e transparência;
  • Estabelece que a comissão do corretor sobre as transações deverá ser fixada a partir do local e do tipo de transação, quando não estiver em contrato;
  • Resolve que haverá remuneração ao corretor mesmo que sua atuação não atinja a sua finalidade (compra, venda ou locação, por exemplo), desde que isso ocorra devido ao arrependimento de uma ou ambas as partes;
  • Esclarece que o corretor tem direito à comissão integral, mesmo que não tenha participado da negociação final, caso haja exclusividade determinada em contrato;
  • Também deverá ser remunerado, mesmo após o fim do contrato, se for provado que a negociação ocorreu devido ao seu esforço;
  • Determina que se mais de um corretor estiver envolvido na negociação, a remuneração deverá ser partilhada igualmente entre eles.

Não é preciso muito para entender o quanto é importante seguir o código de ética do corretor de imóveis para conferir a credibilidade necessária para a sua atuação e se destacar perante seus clientes. Seja em uma transação com proprietários de imóveis, seja nos relacionamentos com seus futuros inquilinos, não deixe de atender às principais regulamentações do documento para que a sua boa imagem esteja sempre preservada.

O que achou deste conteúdo? Quer ficar por dentro de informações relevantes para ajudar a alavancar a sua carreira no mercado imobiliário? Então, siga a Velo no Instagram e não perca nenhuma atualização!

Compartilhe esse conteúdo
Leia também:
Infográfico
[Infográfico] Diferença entre fiança, seguro fiança e caução
LER MAIS >
Materiais Educativos
[Semana de webinars] Especial Dia do Corretor
LER MAIS >
tecnologia imobiliária
Tecnologia
Tecnologia a favor da imobiliária: saiba por que apostar nisso

Agilidade, menos gastos, mais lucros e mais segurança de mercado são algumas das justificativas para você investir na tecnologia imobiliária. Confira tudo sobre o assunto aqui!

LER MAIS >