O que acontece se o inquilino não pagar o aluguel?

O que acontece se o inquilino não pagar o aluguel?

não pagar o aluguel

Você sabe o que acontece se não pagar o aluguel? Atualmente, uma das principais preocupações das imobiliárias é, justamente, conseguir lidar com as questões que envolvem a inadimplência. Como já não é segredo, todo e qualquer indivíduo está sujeito a viver situações inesperadas e que, muitas vezes, podem fazer com que as suas contas fiquem atrasadas.

Mas, nada de arrancar os cabelos! A boa notícia é que existem soluções altamente eficientes para driblar esse problema. Ter uma conversa amigável com o locatário e contar com plataformas exclusivas para essa finalidade são bons exemplos disso.

Queremos ajudar você a ter o máximo de tranquilidade e segurança em suas negociações. Por isso, trouxemos para o post todas as informações importantes sobre o assunto, além de dicas valiosas para não se aborrecer tanto com a cobrança dos aluguéis em atrasos. Acompanhe e fique por dentro!

Leia também: 5 ações de cobrança de aluguel efetivas para a sua imobiliária adotar

Quais as consequências do não pagamento de aluguel?

A inadimplência pode atingir qualquer indivíduo — até mesmo aqueles que acabaram de fechar um contrato de aluguel. Quando isso acontece, não há escapatória: tanto o proprietário, quanto a imobiliária, começam a passar por momentos extremamente incômodos e desgastantes.

E caso a situação não seja contornada em tempo, ainda é possível que o locatário sofra algumas consequências nada agradáveis e que estão previstas na Lei do Inquilinato. Para quem não sabe, essas leis são as responsáveis por garantir as transações que envolvem a locação de um imóvel.

Em acontecimentos embaraçosos, como é o caso do atraso de aluguel, o proprietário e a imobiliária responsável pelo acordo podem se resguardar na legislação, como uma forma de minimizar os prejuízos e ter mais tranquilidade. Ainda assim, se você não imagina o que acontece se não pagar o aluguel, já adiantamos que existem alguns prejuízos nada agradáveis. Veja abaixo quais são eles!

1. Rescisão do contrato

Quando há um atraso significativo no pagamento do aluguel, é direito do proprietário realizar o pedido de rescisão do contrato de locação. Esse tipo de ação de despejo serve tanto para reaver o imóvel, quanto para receber os valores que estão em atraso.

2. Ação de despejo

Mesmo após uma longa conversa, não foi possível receber os valores em aberto do aluguel? Nesse caso, a melhor saída é recorrer à ação de despejo, conforme consta no artigo 62 da Lei do Inquilinato.

Ao investir nessa alternativa, o proprietário conseguirá ter o seu imóvel de volta rapidamente e, ainda, receber as parcelas em aberto — com juros e correções. De acordo com a situação, ainda há a possibilidade de fazer outras cobranças, desde que estejam previamente indicadas no contrato de locação.

Também é interessante não tentar resolver o quadro “com as suas próprias mãos”, ou seja, bloqueando a entrada do inquilino ou cancelando os seus serviços básicos de água e luz. Para fazer uma ação de despejo, será preciso formalizar o pedido junto a um advogado e ao Poder Público.

O que pode ser feito para evitar esses problemas?

Felizmente, existem algumas alternativas eficazes para solucionar esse cenário e conseguir resolver a situação do melhor modo possível. A Velo é uma delas. Uma vez presentes nesta plataforma, os envolvidos na locação de um imóvel conseguem ter mais praticidade e evitar uma série de burocracias. Todas as ações são seguras e digitais, permitindo que cada etapa do processo aconteça rapidamente e com praticidade.

Funciona assim: ao optar por esses serviços, a inadimplência já não será um problema. Isso porque a Velo age como uma espécie de fiador virtual, garantindo o pagamento das mensalidades em dia e facilitando a vida de todas as partes. Para usá-la, porém, é importante que as imobiliárias estejam devidamente cadastradas no sistema e ofereçam esse tipo de serviço aos inquilinos.

Em seguida, é interessante que o locatário também se cadastre, apresente os seus documentos e aguarde a avaliação de crédito. Se tudo estiver certo e o usuário for aprovado, o corretor receberá as instruções para finalizar o acordo de forma prática e sem burocracia.

Em contrapartida, quando o inquilino faz a adesão do serviço é necessário o pagamento, que varia de acordo com o aluguel. No entanto, ele pode parcelar no cartão de crédito e, o melhor, o limite não é comprometido.

Aconteceu uma inadimplência? A Velo arca com as despesas, garantindo até 12 vezes o valor do pacote de locação, além da cobertura de diferentes danos ao imóvel. Vale a pena conhecer!

E então, agora que você já sabe o que acontece se não pagar o aluguel — e as suas possíveis soluções —, o que acha de entrar em contato com a Velo e conhecer os nossos serviços exclusivos? O nosso time de especialistas terá o prazer em atendê-lo e auxiliá-lo ao longo de todo o processo. Aproveite!

Compartilhe esse conteúdo
Leia também:
Infográfico
[Infográfico] Diferença entre fiança, seguro fiança e caução
LER MAIS >
Materiais Educativos
[Semana de webinars] Especial Dia do Corretor
LER MAIS >
tecnologia imobiliária
Tecnologia
Tecnologia a favor da imobiliária: saiba por que apostar nisso

Agilidade, menos gastos, mais lucros e mais segurança de mercado são algumas das justificativas para você investir na tecnologia imobiliária. Confira tudo sobre o assunto aqui!

LER MAIS >